Escritos de um homem louco

obsessivos-500x384

Por Bernardo Vizier

Quando algumas pessoas morrem, deixam pequenos tesouros guardados em suas casas soturnas, esquecidas e dominada por teias e poeiras. Os moribundos sem família, sem conhecidos, muitas vezes deixam legados escondidos por anos, já que ninguém se lembra deles ou sabe que existem.

Aconteceu que certa vez, um velho homem louco a beira da morte pegou em minhas mãos e sussurrou ao meu ouvido seus últimos desejos.

Em sua casa estava suas conclusões e pensamentos sobre o mundo, cada definição e conceito sobre tudo e todos. É claro que eu não me importei muito, mas pesou na minha consciência o desejo do velho, o que me levou a entrar na sua casa escondida numa rua movimentada e suja no centro de São Paulo.

Entrei em sua casa esperando algum perigo iminente, ou talvez algum mendigo invasor pronto para me atacar e enxotar dali, mas ao invés disso, encontrei uma casa provida dê de cozinha, quarto e banheiro e uma escrivaninha como o único móvel presente na casa, em sua superfície de madeira empoeirada, talvez milhares de papeis desorganizados, sujos, porem com uma caligrafia interessante e com um certo ar de mistério, que elevou minha curiosidade.

Fui até a escrivaninha e peguei um papel e tentei le-lo, estava escuro, mas por sorte tinha um isqueiro barato no bolso e também encontrei uma velha vela caída no chão. É claro que tentei acender os interruptores primeiramente mas não surtiu efeito, considerando que as contas haviam se empilhado através da porta.

Acendi a vela e li o primeiro texto:

 ”Quando a literatura, ou as pessoas, ou todo mundo descrevem os loucos, tendem a torna-los homens excêntricos, sabichões desprezíveis,  retardados engraçadinhos ou psicopatas em geral. Como sempre é só mais um preconceito  pratico que todos cometem.

 O louco é aquele que é tão doente quanto a sociedade. Ele não enxerga ela como ela é, ele a ignora, tenta muda-la. Não como um idealista jovem cheio de força e vontade para salvar o mundo, mas sim como uma criança fantasiosa, capaz de criar mil coisas.

 Já fui muitas coisas nesse mundo, porque simplesmente acredito que fui. E você, você não pode provar o contrario. A verdade está nos olhos de quem a vê, e os loucos são aqueles que manipulam a verdade com total maestria, e conseguem enganar a ciência e a física, conseguem distorcer a realidade. Os loucos, meus senhores, são artistas.

 E como sou um homem vivido, andei muito por esse mundo, como médico, professor e empresário, como turista, samaritano e até mesmo um soldado. Eu vi as mudanças do mundo, mas não profetizei-as como outros loucos. Eu fui um louco inteligente o bastante para guardar meus segredos antes que eu me tornasse perigoso para aqueles que gostam de manter a humanidade como está: Presa numa linha de regras e morais intoxicantes, que apodrecem o verdadeiro ser humano aos poucos, até não restar mais nada a não ser um pequeno produto industrializado, como pensamentos e atos computados em seus olhos.

´É claro que não estou dizendo isso para criticar o Homem. Não, isso é perda de tempo. Não estou aqui para convencer ninguém. Estou aqui para simplesmente deixar guardado cada reflexão e pensamento meu, mesmo que eles nunca tenham misero valor no mundo.

 E caso alguém queira colocar uma reflexão filosófica aqui, eu peço sinceramente para ir se foder. Porque isso tudo aqui é um misero papo de louco, e loucos não devem ser ouvidos.

 Normalmente, uma pessoa normal esperaria algo mais confuso, se é que isso não está confuso o bastante, um bom critico veria quantas voltas em cima do mesmo pensamento eu dei, mas eu posso fazer isso, na verdade, eu sou obrigado a fazer isso, porque é isso que alguém espera de mim, é o pensamento que todos tomam e pressupõem.

 Se algum dia alguém ler isto, sinta-se livre para ler em uma ordem aleatória, pois o sentido será sempre o mesmo, e o valor nunca será encontrado”.

Livro Sugerido

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s